Jesus ouviu a oração da alma de uma prostituta e a perdoou

/
1 Comments

Certa vez um religioso convidou o Senhor Jesus para ir jantar na sua casa. Ele convidou também outros religiosos para participar desse jantar na sua belíssima casa e fez questão de anunciar que Jesus estaria com eles; afinal ele era um homem diferente, que curava enfermos, expulsava demônios, atraia multidões, tinha influencia e era visto como um grande profeta. Não era qualquer um que estaria na sua casa!

Jesus aceitou o convite e no dia marcado estava ele lá.

No caminho até a casa do religioso, Jesus encontrou algumas pessoas enfermas e outras que queriam ouvir suas sábias palavras, por isso atrasou-se um pouco para o jantar. Quando ele chegou, viu que a casa estava arrumada, a mesa estava posta e os convidados já haviam chegado.

O religioso não queria fazer seus convidados esperarem ainda mais, por isso mostrou logo o lugar onde Jesus deveria se assentar, sem sequer cumprimenta-lo e nem oferecer uma água para lavar os seus pés que estavam sujos, por causa da longa caminhada!

Como Jesus não se importava em ser servido, nada questionou. Cumprimentou quem estava sentado à mesa e assentou-se para jantar com eles.

Enquanto comiam, os religiosos faziam muitas perguntas a Jesus, sobre o seu trabalho, com a intenção de “pega-lo”, mas ele respondia a todos com muita sabedoria.

De repente no meio da sala, surge uma mulher. Nas mãos ela trazia um frasco contendo um precioso perfume.

Todos ficaram atônitos, porque sabiam quem era ela (e alguns dentre eles já haviam até usufruído dos seus serviços...)

Ela foi se aproximando da mesa e de repente, sem dizer uma única palavra, se ajoelhou e ficou aos pés de Jesus, por trás.

A mulher chorava muito e as suas lagrimas molhavam os pés dele, mas ela ia enxugando com seus próprios cabelos.

Ela beijava os pés de Jesus e derramava o precioso perfume que ela trouxe sobre eles. Ninguém entendia o que estava acontecendo, por isso começaram a cochichar entre si.

O religioso olhou aquela cena inusitada e pensou consigo mesmo:

Se este homem fosse, de fato, um profeta, saberia quem é esta mulher que está tocando nele e a vida de pecado que ela leva...(Eu sempre desconfiei dele, de profeta essa aí não tem nada!)

Mas o Senhor Jesus sabia sim quem era aquela mulher. Sabia dos seus pecados, das suas falhas, da sua má reputação, assim como Ele também sabia do desejo sincero que havia no seu coração de deixar aquela vida podre que ela levava.

Jesus viu também o quanto ela queria segui-Lo. Porém a mulher tinha vergonha e não achava-se digna de seguir o Mestre, por conta dos seus pecados. A cidade inteira a condenava, a sua própria consciência também a condenava. Para ela só restava uma coisa a fazer: se jogar aos pés do Senhor e se humilhar.

Nesse momento ela não usou palavras bonitas, aliás ela sequer abriu os seus lábios, nem  para justificar o porque de viver aquela vida! Simplesmente ela se prostrou. E Jesus ouviu a oração da alma dela.

Jesus então virou-se para o religioso e lhe disse:

- Dois homens tinham uma dívida com um agiota. Um deles devia quinhentas moedas de prata, e o outro cinquenta, mas nenhum podia pagar ao homem que havia emprestado, por isso ele resolveu perdoar a dívida dos dois. Qual deles será mais grato ao agiota?

O religioso prontamente respondeu:

- Eu acho que é aquele que foi mais perdoado!

Jesus continuou:

- Você está vendo essa mulher? Quando eu cheguei na sua casa, você não me ofereceu água para lavar os meu pés, porém ela lavou com as suas lágrimas e os enxugou com os seus cabelos. Você não me beijou quando eu cheguei; ela porém, não para de beijar os meus pés. Você não pôs azeite perfumado na minha cabeça, porém ela derramou perfume nos meus pés.

Eu afirmo a você, então, que o grande amor que ela mostrou prova que os seus muitos pecados já foram perdoados. Mas onde pouco é perdoado, pouco amor é mostrado.

Então Jesus disse a mulher:

- Os teus pecados estão perdoados!

Os religiosos que estavam sentados à mesa começaram a questionar:

- Quem é esse que até perdoa pecado?

Mas Jesus disse à mulher?

-A sua fé salvou você. Vá em paz.

O mesmo Ele faz ainda hoje. Mesmo que a pessoa chegue até Ele como essa mulher: desqualificada, com uma má reputação, vivendo na marginalidade ou na prostituição. Não importa. Se Ele vê no coração dessa pessoa - o mesmo desejo sincero de deixar uma vida inteira de pecados e o desejo de segui-Lo - que Ele viu nessa mulher, que era prostituta,  é o suficiente para Ele perdoar, salvar e transformar a vida dessa pessoa, assim como Ele fez com ela.

P.S. Você vai encontrar essa história na Bíblia, no livro de Lucas capítulo 7 e versículos do 36 ao 50, não com as mesmas palavras, porque essa foi a minha tradução na linguagem de hoje para o convite que Simão, o fariseu fez a Jesus.

Forte abraço!



Leia também

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.