Cuidar da saúde = usar a fé com inteligência

Cuidados com a saúde Você sabia que quando nós cuidamos da nossa saúde, também estamos usando a fé? Sim, usando a fé associada com a inteligência.

Não é porque entregamos a nossa vida para Deus e cremos Nele, que vamos deixar de lado o cuidado com a nossa saúde, não vamos fazer pelo menos um check-up anual para ver como está o nosso corpo, nem iremos mais aos médicos só por conta da nossa crença. Não podemos pensar e nem agir assim
.
É claro que Deus nos livra de todo mal, mas é preciso que venhamos vigiar e devemos estar atentos a essa questão, pois existem muitas pessoas dentro das igrejas que não tem se preocupado com a sua saúde física e acabam contraindo doenças graves como: câncer de colo do útero, de mama, de próstata, entre outras ou agravando o seu estado por falta de sabedoria, por ficarem anos sem ir a uma consulta médica e quando acontece de ir, descobrem que estão com uma doença grave, que poderia ter sido detectada e tratada no seu estágio inicial.

Aí você me pergunta: porque Deus permite que tal coisa aconteça? Ou questiona: porque Deus não me livrou dessa situação? Não impediu que eu ficasse doente, mesmo crendo Nele? Simples, você não vigiou, ou melhor não se cuidou e por isso ficou doente.

Existem doenças que são causadas por falta de cuidados com o nosso corpo e com a nossa alimentação, e causadas também por uma ignorância espiritual, por achar que devemos somente orar, se ungir e está tudo resolvido. Claro que devemos agir a fé, fazer correntes, se ungir, mas somos feitos de carne e osso e acredito que Deus não deu inteligência aos médicos por acaso, foi com a finalidade de nos ajudar.

Um carro precisa de manutenção, um computador, uma casa, até a nossa vida espiritual e a nossa fé precisam de manutenção e o nosso corpo também precisa.

Há quanto tempo você não faz manutenção no seu corpo? Quanto tempo faz que você foi a uma consulta com o ginecologista ou clínico geral? Seu exame preventivo está em dia? Você faz auto exame das mamas? Você se sente cansada (o), sem disposição, sem apetite e acha que é por causa da correria do dia a dia? Fique atenta (o), pois, como poderemos ganhar almas, servir a Deus com disposição, se não cuidamos da nossa saúde, do nosso corpo que é o Templo do Espírito Santo e um instrumento usado por Ele?

Por que devemos fazer Check-up
A avaliação médica e laboratorial periódicas serve para rastrear eventuais alterações orgânicas antes delas se manifestarem, prevenindo ou tratando doenças precocemente, para evitar que se tornem graves.

O check-up deve virar rotina em todas as fases da vida. Os  mais prematuros desses exames preventivos são os testes realizados em recém-nascidos, como o teste do pezinho, que serve para pesquisar a presença do hipotireoidismo congênito e da fenilcetonúria.

A fenilcetonúria  é uma deficiência genética que se caracteriza pela falta de uma enzima, que impede o organismo de metabolizar e eliminar a fenilalanina. Em excesso no sangue, a fenilalanina se torna tóxica e ataca, principalmente, o cérebro.

O teste da orelhinha é outro exemplo. Ele pode ser realizado também nos primeiros dias de vida e serve para detectar se o recém-nascido tem alguma deficiência auditiva. O diagnóstico precoce evita dificuldades na comunicação oral e até que a criança fique muda.

As vacinas são também formas de prevenção de doenças, imunizando e protegendo o organismo contra bactérias e vírus. Como diz o ditado “prevenir é melhor do que remediar” e esse é o conceito contemporâneo para manter a boa saúde.

Por que os adultos resistem?
Os pais são capazes de compreender a importância de fazer check-up nos filhos, levando-os com regularidade ao médico para acompanhar o desenvolvimento, peso e nutrição, de modo a interferir antecipadamente em qualquer desvio que ameace a saúde deles. Mas, como adultos, não se tratam com os mesmos cuidados - uma displicência que pode ter sérias consequências.

A partir dos 20 anos, o check-up regular pode pré-anunciar doenças crônicas, como diabetes, hipertensão arterial, alterações do colesterol e triglicérides, alterações no peso corporal, etc , que, se controladas a tempo, permitem boa qualidade de vida e longevidade.

Numa avaliação clínica de rotina, o médico pede exames básicos como glicemia, colesterol total e fracionado, hemograma, ácido úrico, TSH, creatinina, hormônios feminino ou masculino, urina, pesquisa de sangue oculto nas fezes, e ainda exames mais específicos que considerar necessários para o paciente.
Alterações observadas em exames laboratoriais podem fazer parte de doenças complexas.

O câncer é uma das doenças que podem ser detectadas num check-up rotineiro e ser combatido ainda na fase inicial. Por exemplo, níveis elevados da taxa de PSA, avaliado através do exame de sangue, podem indicar a existência de câncer na próstata, um dos mais comuns nos homens.

A mamografia e o papanicolau são exames femininos que devem ser realizados anualmente pois ajudam a prevenir o câncer de mama e de colo de útero.

Fonte: Oi educa

Cuide da sua saúde e lembre-se que:

Os nossos dias são como a relva; como a flor do campo, assim florescemos; mas, soprando nela o vento, desaparece… (Salmos 103:15)

Somos frágeis como a relva, como a flor do campo… portanto, nada de descuido, nem enrolação! Arrume tempo para fazer periodicamente seu check-up! Precisamos nos cuidar!
Forte abraço
2 comentários