O que nos faz pensar que Deus não quer ouvir a nossa oração?

/
0 Comments
Céu As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. (Lamentações 3: 22)
Hoje acordei pensando nesse versículo e minha alma foi invadida com uma imensa alegria… a alegria de saber que todos os dias as misericórdias do meu Senhor se renovam, saber que vale a pena esperar por Ele, que vale a pena busca-Lo e fazer Dele a razão da minha vida, da minha existência, haja o que houver, passe pelo deserto que passar!

Quando lemos o capitulo 3 do livro de Lamentações, podemos notar que Jeremias enfrentou uma situação muito difícil, a ponto de “clamar e gritar e achar que Deus não queria ouvir a sua oração”, e que Ele tinha se tornado o seu inimigo. Quantas vezes nos encontramos assim?
Eu sou aquele que sabe o que é sofrer os golpes da ira de Deus. Ele me levou para a escuridão e me fez andar por caminhos sem luz. Com a sua mão, me bateu muitas vezes, o dia inteiro.
Deus fez envelhecer a minha carne e a minha pele e quebrou os meus ossos. Em volta de mim, ele construiu um muro de sofrimento e amargura.
Ele me fez morar na escuridão, como se eu estivesse morto há muito tempo. Deus me amarrou com pesadas correntes; estou na prisão e não posso escapar. Grito pedindo socorro, mas ele não quer ouvir a minha oração. Não posso seguir em frente, pois, com grandes blocos de pedra, ele fechou o meu caminho.
Deus tem sido para mim como um leão de tocaia, como um urso pronto para atacar.
Ele me afastou do caminho, me fez em pedaços e depois me abandonou. Ele armou o seu arco e fez de mim o alvo das suas flechas. As flechas atiradas por Deus entraram fundo na minha carne.
O dia inteiro as pessoas riem de mim; elas zombam de mim nas suas canções. Deus me encheu de comidas amargas e me fez beber fel até eu não poder mais. Ele esfregou o meu rosto no chão e quebrou os meus dentes nas pedras.
Já não sei mais o que é paz e esqueci o que é felicidade. Não tenho muito tempo de vida, e a minha esperança no SENHOR acabou. Eu lembro da minha tristeza e solidão, das amarguras e dos sofrimentos. Penso sempre nisso e fico abatido.  (Lamentações 3:1 a 20 - Tradução na linguagem de hoje)
Como, um Deus que sacrificou o próprio filho para nos salvar, poderia querer o nosso mal? Como poderia nos fazer andar em caminhos de escuridão, quando Ele é a luz da nossa vida? Nos despedaçar e nos abandonar, quando Ele mesmo deu o Seu Filho unigênito para ser moído e transpassado por nós? Nos amarrar com pesadas correntes, quando Ele quer nos libetar dos grilhões que aprisionam a nossa alma?

Quando enfrentamos lutas e dificuldades, a nossa tendência é “achar” que Deus nos abandonou. Muitas vezes estamos tão mergulhados nos problemas, que “esquecemos”, das misericórdias do Senhor e do quanto Ele nos ama, e é exatamente isso que o diabo quer. Quantos são aqueles que hoje nem se encontram mais na presença de Deus, por conta de uma situação difícil que enfrentou e se deixou abater por ela e hoje estão longe, “comendo o pão que o diabo amassou”?

Seja qual for a luta que estivermos enfrentando, por mais difícil que possa parecer, Deus está ao nosso lado, pronto para nos acolher e nos socorrer, basta apenas confiarmos Nele e lembrarmos da Sua fidelidade e das Suas misericórdias. Tenha esperança, confie!
Mas a esperança volta quando penso no seguinte: O amor do SENHOR Deus não se acaba, e a sua bondade não tem fim.
Esse amor e essa bondade são novos todas as manhãs; e como é grande a fidelidade do SENHOR! (Lamentações 3: 21 a 25 – Tradução na Linguagem de hoje)
Depois de cair em si, Jeremias chegou a seguinte conclusão:
Quando Deus nos faz sofrer, devemos ficar sozinhos, pacientes e em silêncio. Devemos nos curvar, humildes, pois ainda pode haver esperança.
Quando somos ofendidos, não devemos reagir, mas sim suportar todos os insultos. O Senhor não rejeita ninguém para sempre.
Ele pode fazer a gente sofrer, mas também tem compaixão porque o seu amor é imenso. Não é com prazer que ele nos causa sofrimento ou dor…
…Ninguém pode fazer acontecer nada se Deus não quiser.
Tanto as coisas boas como as más acontecem por ordem do Deus Altíssimo. Por que nos queixarmos da vida quando somos castigados por causa dos nossos pecados?
Examinemos seriamente o que temos feito e voltemos para o SENHOR. (Lamentações 3: 28 a 33 e 37 a 40 – Tradução na Linguagem de hoje)
Essa é a nossa única saída: examinarmos o que temos feito e voltarmos para o Senhor, olharmos somente para Ele, caminharmos sobre as águas, sem se importar com o vento que sopra ao nosso redor e principalmente, nunca esquecermos que todos os dias, manhã após manhã as misericórdias do Senhor se renovam!
Forte abraço


Leia também

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.