Eia! Levantemos e tomemos posse das nossas palmeiras!

/
0 Comments

Esse mês eu refleti sobre a história de uma grande mulher chamada Débora. Sua história está na Bíblia, no livro de Juízes capítulos 4 e 5.

Débora foi uma mulher que despertou para a realidade que estava à sua volta e sem olhar para a sua condição (mulher, esposa), se levantou - não a nomearam, não a escolheram, não a chamaram, movida pelo Espírito ela teve coragem para se levantar - como mãe de Israel. 


"Nos dias de Sangar, filho de Anate, nos dias de Jael cessaram os caminhos; e os que andavam por veredas iam por caminhos torcidos.
Cessaram as aldeias em Israel, cessaram; até que eu, Débora, me levantei, por mãe em Israel me levantei.Juízes 5:6-7

Sem sombra de dúvidas ela era uma mulher forte, determinada, uma mulher à frente do seu tempo, mas acima de tudo era uma mulher sábia e um exemplo positivo para todas nós.

Débora era uma mulher forte, determinada e sábia porque era uma mulher espiritual. Sua coragem, força e sabedoria eram frutos de um espírito rendido a Deus. 

Ela tinha comunhão com Deus. Sabia quem Ele era. Dependia dEle. Era guiada por Ele. Por isso brilhava e era bem sucedida. Era impossível não nota-la! Era impossível não querer tê-la ao seu lado.

"Então lhe disse Baraque: Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei.Juízes 4:8


Deus também quer que sejamos como Débora. 

Uma mulher determinada, que não olha para a sua condição, que não se limita, que não fica de braços cruzados, que não se acovarda diante dos desafios e nem se curva diante de "Jabim e nem dos seus novecentos carros de ferro".

Uma mulher destemida. Destemida porque carrega dentro de si o Espírito do Senhor dos Exércitos!

Uma mulher que sabe e conhece o Deus a quem serve. Que tem intimidade com Ele. Que depende dEle. Que se deixa ser guiada por Ele.

Uma mulher que se levanta, que não é desapercebida e nem alheia ao que acontece à sua volta, principalmente com seu povo.

Uma mulher que se levanta com sabedoria, temor e submissão. Que sabe que antes de ser “Juíza”, é esposa e por isso cuida do seu marido. Cuida para ser a coroa dele. 


"A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos." Prov. 12:4

Sabe também que o seu lugar não é na frente dele e muito menos atrás, mas ao seu lado, guerreando com ele em favor do povo. Motivando-o na fé com palavras sábias e encorajadoras, somando, unindo forças para derrotar os "Siseras" que se levantam ao longo do caminho.

A palmeira

Débora se sentava debaixo de uma palmeira, que ficou conhecida como a "palmeira de Débora", para julgar as questões do povo de Israel.

Em cada país, estado, cidade, bairro, igreja, casa...em cada lugar existe uma palmeira plantada para cada uma de nós. Deus só está esperando a gente tomar atitude e se levantar.

No começo as nossas pernas irão tremer, o suor vai escorrer gelado pelas nossas espinhas, um turbilhão de pensamentos vai passar pela nossa mente, a nossa carne vai querer nos fazer lembrar a nossa condição, as nossas limitações...

Mas uma coisa é certa, se agirmos como Débora, se formos sábias, corajosas e nos levantarmos como "mãe" no lugar onde estamos, se buscarmos a direção de Deus, Ele nos dará a vitória e assim como Débora, brilharemos. Seremos luz. Iluminaremos.

Deus está falando para cada uma de nós:



Débora despertou e chamou a atenção de Deus. Ela foi uma mulher de atitude. A sua fé não permitiu que ela ficasse de braços cruzados, vendo o seu povo ser assolado e não fazer nada para mudar a situação. Ela se levantou e tomou posse da sua palmeira.


Eia! Levantemos e tomemos posse das nossas palmeiras amigas!



Na fé!


Leia também

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.