Li por aí… O Globo omite bastidores ao pintar Dunga como um perigo para a seleção e 25 dia de torcer pelo Brasil sem a Globo

Dunga O Brasil já está classificado para a próxima fase  e joga nesta sexta contra Portugal, mas existem aqueles que não acreditam que o Brasil chegue a final, tem até brasileiro torcendo pela Argentina!!!
Não me interessa se a seleção A ou B está fazendo uma ótima campanha, ou é favorita ao título. Concordo que a Argentina está jogando muito, mas eu sou BRASILEIRA e torço pela minha seleção, ela ganhando ou não (é claro que eu quero que ganhe a Copa e traga o hexa para o nosso país e estou na torcida por isso).
Raramente assisto a jogos de futebol no meu dia a dia, mas durante a Copa do Mundo é diferente. Gosto de assistir aos jogos, não apenas do Brasil, mas de outras seleções, assisto programas esportivos, inclusive me tornei telespectadora assídua dos programas  Band maniaJogo aberto, gosto de acompanhar as noticias a respeito do Mundial para saber o que está acontecendo com as seleções, as curiosidades e principalmente para saber o que está acontecendo com a Seleção Brasileira. Não se trata apenas de torcer durante a partida, mas de saber realmente  o que está acontecendo, por traz dos bastidores.
Essa copa na África do Sul está dando o que falar, principalmente quando se trata do técnico da Seleção Brasileira, haja polêmica!
Que o Dunga é nervoso, explosivo, todo mundo sabe. Já li até uma entrevista onde ele disse que tem a jardinagem como hobby para ajuda-lo a relaxar e que, nos momentos de estresse, ele acaba "descontando" nas plantas, sai podando tudo!
Mas a causa do nervosismo dele nessa Copa pode ser explicada. Foi o que li por aí no Vi o mundo de Luiz Carlos Azenha. Confira:
O Globo omite bastidores ao pintar Dunga como um perigo para a seleção
por Luiz Carlos Azenha
o-globo
Omitindo de seus leitores a informação principal — de que existe uma disputa de bastidores em torno do acesso exclusivo da TV Globo a jogadores da seleção brasileira –, o jornal O Globo abriu uma campanha mesquinha contra o técnico da seleção brasileira, Dunga, a começar da falsa manchete de primeira página: CBF teme que FIFA puna Dunga por palavrões. O factóide foi logo descartado pela própria FIFA, embora o jornal cravasse no texto de primeira página: “As reações destemperadas de Dunga durante e após a vitória sobre a Costa do Marfim puseram a CBF de sobreaviso. A entidade espera comunicado da FIFA com repreensão ou multa ao treinador por mau comportamento. Os dirigentes lembram que o técnico da Argentina, Maradona, foi multado e suspenso por xingar jornalistas nas eliminatórias”, dizia parcialmente a chamada.
Sob ela, um texto do colunista Bruno Mazzeo, com o título “Uma TPM que não passa”. E uma outra chamada: “Psicólogos analisam o técnico brasileiro”.
No caderno de esportes, sob o título “E se o destempero entrar em campo?”, O Globo diz que “psicanalista teme que atitude exaltada do treinador seja incorporada pelos jogadores”.
Diz o texto, assinado por Fernanda Thurler: “Antes de cada partida da Copa, os primeiros a entrar em campo são os que carregam a bandeira do jogo limpo. Mas tal espírito esportivo, tão valorizado no Mundial, parece que ainda não foi incorporado pelo técnico Dunga. Depois dos destemperos do treinador durante e depois da vitória, psicanalistas avaliaram como o comportamento de Dunga fora de campo pode prejudicar o trabalho dos jogadores dentro dele. Kaká, irritadiço e expulso no final da partida, foi um dos exemplos dessa nova cara da seleção”.
Seguem-se as opiniões de quatro “especialistas”, naturalmente condenando Dunga e apoiando a “tese” do jornal.
No editorial, sob o título de “Jogo Perigoso”, o jornal diz:
“Escolhido para técnico da seleção mais pelos dotes de disciplinador do que por qualquer talento específico na condução de um time de futebol, Dunga se notabiliza por descontrole e incivilidade no relacionamento com a imprensa. Se mesmo com as vitórias Dunga anda de mal com a vida, o que poderá acontecer se o hexa não vier? E não virá caso o técnico transmita para o time todo o seu desequilíbrio emocional. A seleção precisa ser protegida de Dunga”.
Repetindo: O Globo omite de seus leitores a disputa em torno do acesso da TV Globo aos jogadores da seleção brasileira.
E pinta Dunga como uma espécie de Freddy Krueger, do qual a seleção brasileira precisa ser protegida a qualquer custo.
Leia também:
E na coluna: Você escreve do Via mundo a convocação:
Pela democracia e pelo futebol
Dia 25: torcer pelo Brasil, sem a Globo
por Altamiro Borges, em seu blog
A arrogância imperial da TV Globo, que se considera acima das leis e de Deus, conseguiu operar um milagre num país em que todos se acham técnicos de futebol. Antes dela satanizar Dunga, a torcida brasileira estava, no mínimo, dividida entre o amor e o ódio ao comandante da seleção. Mas após os seus ataques histéricos, enquetes indicam que mais de 70% dos torcedores passaram a defender o técnico – e menos de 5% ficaram ao lado dos prepotentes da Vênus prateada.
Na esteira deste episódio, um movimento espontâneo na internet ganhou milhares de adeptos ao propor o “diasemglobo”, defendendo o boicote à emissora na transmissão do jogo entre Brasil e Portugal, nesta sexta-feira (25). Além dos baixos índices de audiência no Ibope, a TV Globo está amargando péssimas notícias na Copa. Primeiro foi o movimento “Cala boca Galvão”, contra as abobrinhas ditas pelo seu principal âncora esportivo. Agora, é o “diasemglobo”. Haja coração!
Mais um tiro no pé
Em matéria publicada no Portal Terra, o jornalista Bob Fernandes revelou as verdadeiras causas da briga. Segundo seu relato, Dunga não aceitou dar privilégios à TV Globo nas entrevistas com os jogadores. Esta mutreta teria sido negociada diretamente com Ricardo Teixeira, presidente da CBF, só que o técnico decidiu vetar. O bate-boca diante das câmeras decorreu desta interferência indevida, com o Dunga soltando os rojões contra a emissora. Diante desta decisão altiva, a TV Globo resolveu partir para baixaria, inclusive com um editorial grosseiro no Fantástico.
Na prática, a poderosa emissora vestiu a carapuça de arrogante e deu um tiro no pé. No twitter, milhares de internautas passaram a defender o boicote à transmissão do jogo Brasil X Portugal. Somado ao movimento do “Cala boca Galvão”, que inclusive virou faixa nos estádios da África do Sul e reportagens em vários veículos internacionais, o protesto do “diasemglobo” representa uma nova surra da prepotente emissora. Eu, que já não gosto das babaquices do Galvão Bueno, nem vou passar perto deste canal na sexta-feira, dia 25. Fará bem ao futebol e à democracia.
Dia sem Globo

Eu apoio o Dunga
Estou dentro! Como a Record não está transmitindo o Mundial: É Brasil no peito e olho na Band!
Forte abraço
Postar um comentário