A arte de receber

/
1 Comments
Sede, mutuamente, hospitaleiros, sem murmuração. (1 Pedro 4:9)


Hospede A primeira regra para receber um hóspede é: colocar-se no lugar dele. Não tem coisa melhor do que ser bem recebido na casa dos outros. Trata-lo de maneira especial não significa oferecer-lhe uma boa cama, mas, sim, organizar tudo para que a estadia seja perfeita. Um dos itens essenciais para que o convidado se sinta em casa, sobretudo se você não estiver por perto, é ter tudo do dia a dia à mão.

Comece demonstrando carinho: imagine que ele acabou de chegar de viagem, provavelmente cansado, e não há nada mais reconfortante do que um chocolatinho.
Deixe dois bombons em cima da cama. É certo que a surpresa vai agradar. Ainda na cama, coloque algumas almofadas, que, além de decorar o quarto, têm papel importante: podem servir de apoio para a cabeça na hora da leitura. Ainda no quesito leitura, reserve um espaço para livros e revistas. Podem ser revistas nacionais ou importadas, o importante é que sejam atuais.

Ponha sempre um vasinho com flores e uma moringa com água fresca no criado-mudo. Não se esqueça do despertador, para que o hóspede não perca a hora de nada. Se no quarto tiver televisão ou som, faça uma seleção especial de CDS e DVDs. Outra coisa importante é deixar no armário pelo menos um travesseiro e uma manta extra; se tiver espaço, disponibilize uma parte do armário com cabides. A gentileza será ainda maior se você dispuser um roupão e um chinelo de quarto especialmente para o hóspede. E, para ganhar o “troféu anfitrião”, dê de presente esse kit:
Toalhas limpas, secador, papel higiênico e sabonete, além de cotonetes, algodão, pasta e escova de dente. Faça uma graça com a toalha de rosto, criando um bolso com a própria peça para deixar a escova e a pasta.

Toalha de rosto
Na primeira manhã, prepare um belo café para servir no quarto. Coloque na bandeja frutas, suco, chocolate quente, bolinhos, geléias e waffle, que você pode preparar ou comprar pronto. Será que faltou alguma coisa? Duvido. Melhor que isso, nem hotel cinco estrelas.
Oferecer só uma cama para dormir não basta a um amigo ou alguém da família que passa uma noite ou alguns dias em sua casa. Para o hóspede sentir-se bem-vindo e à vontade, capriche nos detalhes que dão conforto e revelam afeição

Fonte: Revista casa e jardim

Para meditar:

Não custa nada oferecermos um cafezinho, uma água, um suquinho, até mesmo para aqueles que fazem algum serviço na nossa casa. Se você comprou algum móvel e a loja mandou um armador, trate ele bem. Está reformando a sua casa, pergunte ao pintor, ou encanador se ele não está com fome, com sede; não espere ele lhe pedir um copo de água, seja gentil. Trate a sua diarista, a babá, a senhora ou jovem que lhe ajuda no serviço de casa com respeito e dignidade. Se soubéssemos que essas pessoas poderiam ser um anjo enviado por Deus à nossa casa, como as receberíamos? Não podemos deixar de receber bem aqueles que vêm à nossa casa, pois muitas vezes podemos receber anjos e nem sabermos!


Não negligencieis a hospitalidade, pois alguns, praticando-a, sem o saber acolheram anjos.
(Hebreus 13:2)



Leia também

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.