DIY: Faça você mesma - Cabelo e unha

/
2 Comments
Já disse aqui que aprender a cuidar do meu cabelo não foi apenas por uma questão de economia. Mas pensando bem, além de ser uma maneira de conhecer e saber lidar com nossos fios e consequentemente evitar aquilo que possa prejudica-los, aprender a cuidar e também aprender a fazer em casa pelo menos o básico, que é  hidratar e escovar, é sim uma questão de economia. Digo por experiência própria.

Faço escova no meu cabelo toda semana e como ele é crespo e processado quimicamente, hidrato na mesma proporção. Isso significa ter que desembolsar no mínimo *R$ 50,00 por semana ou seja *R$ 200,00 por mês, se eu hidratar e escovar no salão.

*Se você tem costume de ir ao salão, já sabe que esse valor depende do tamanho do cabelo, do salão e da hidratação escolhida, não é mesmo amiga? O preço também pode variar de cidade para cidade ou de bairro para bairro. Isso significa que o gasto pode ser menor, mas também pode ser superior a R$200 (mensais). 

Agora, quando somamos o valor da depilação, manicure, pedicure, sobrancelha...é melhor deixar que nossos maridos apenas admirem o resultado, pois se mostrarmos a conta...ui!!! kkkkkkk

Não podemos negar que pagamos caro para fazer algumas coisas como: aplicação de químicas, progressivas, cauterização e outras técnicas ou tratamentos que só podem ser feitos por profissionais nos salões de beleza, não é mesmo amiguinha?

É por isso que na minha opinião, toda mulher que não seja uma celebridade ou a esposa do príncipe Willians ou a esposa de um banqueiro rsrsrsrs poderia se esforçar para aprender e fazer em casa pelo menos o básico: hidratar, escovar e cuidar das unhas, pois isso significa uma boa economia no fim do mês - tanto para mulheres casadas como também para as solteiras.
Bom, mas quando aprendi a escovar meu cabelo, não foi apenas por economia não. Eu tinha acabado de mudar para Angola, um país que estava em plena reconstrução depois de muitos anos de guerra civil e com certeza uma nova experiência na minha vida em todos os sentidos.

Como toda pessoa que sai do seu país e vai para uma terra estrangeira, é claro que eu também enfrentei minhas dificuldades e tive que aprender a fazer algumas coisas. Escovar meu cabelo foi uma delas.
=> Uma observação: Existem pessoas que reclamam de certas dificuldades que enfrentam na vida, não sabendo elas que é justamente nesses momentos que descobrimos o tamanho da nossa força e descobrimos também talentos escondidos que nós nem sabemos que possuímos. Já falei sobre isso aqui.


Hoje eu consigo tirar de letra, mas não esqueço a primeira vez que peguei o secador e a escova para arrumar meu cabelo. Ai que dia viu... Demorei quase três horas para terminar de secar meus fios, me queimei várias vezes com o jato quente do secador, meu cabelo enganchou na escova e quase precisei cortar com uma tesoura para soltar; e como se não bastasse tudo isso, no final do processo minha raiz ficou inchada!


Meu cabelo ficou horrível! E a vontade que tive foi de molhar de novo, encher de creme e nunca mais pegar no secador!

Mas eu não tinha alternativa. Os lugares que tinham para arrumar o cabelo em Luanda, na época, eram distantes e muito caro, portanto ou eu aprendia a escovar meu cabelo ou andaria com ele desarrumado, molhado e cheio de creme.

Outra observação. Eu uso meu cabelo "in natura". Lavo, coloco um leave-in ou creme para pentear, amasso as pontas com uma toalha e deixo secar naturalmente. Mas além de preferir (e meu esposo gostar), existem situações em que preciso estar com ele escovado. Por isso persistir e mesmo ficando com os meus braços doloridos, me queimando com o jato do secador e enganchando meus fios na escova, continuei tentando e finalmente aprendi.


Com minhas unhas foi a mesma coisa. Arranquei muitos bifes no começo rsrsrsrs, mas também aprendi.


Hoje eu consigo não apenas economizar uns bons trocados arrumando as minhas unhas e cabelo em casa, mas consigo mantê-los sempre arrumadinhos onde quer que eu esteja. Mesmo que não tenha dinheiro para pagar uma escova ou fazer minhas unhas ou ainda que não encontre um salão para isso.


Posso dizer por experiência própria que é uma grande vantagem aprender a fazer o básico em casa. Reconheço que não é uma tarefa fácil e requer esforço da nossa parte, mas vale a pena aprender, pois é uma ótima maneira de manter nossas *Bolsas Blindadas.

Como você deve ter percebido, esse post não é para ensinar ninguém a escovar cabelo ou fazer unha, até porque cada pessoa tem um tipo de fio e cada cutícula é diferente, mas para mostrar que é possível, se houver esforço - que por sinal é "meio caminho andado" para aprendermos tudo que quisermos.

Algumas coisas não dão certo logo de cara, mas se houver persistência e esforço da nossa parte, com certeza aprenderemos.

É claro que nem sempre estou com vontade de escovar meu cabelo ou fazer as unhas em casa e vou ao salão - principalmente quando minha raiz está crescida e precisando de relaxamento ou por causa do meu pé (tem horas que a coluna dói...). Mas com a economia que faço, posso por exemplo comprar uma boa linha de tratamento para hidratar meus fios em casa e pagar apenas para escovar.

E por falar em tratamento, se tem uma coisa que não podemos abrir mão em relação à cabelo, isso se chama hidratação. Principalmente nós que possuímos cabelos crespos ou quimicamente tratados.

Ouvi certa vez de uma cabeleireira que segredo de um cabelo bonito não está na química que se usa para transformar os fios, mas sim na manutenção. E isso é a mais pura verdade. Não adianta pagar caro para transformar e depois não cuidar.

Existem linhas maravilhosas, que conseguem restaurar o mais destruído dos cabelos. Algumas são caríssimas e nem sempre é possível adquirirmos, mas existem linhas acessíveis - importadas ou nacionais - que são ótimas. E ainda podemos recorrer a receitas caseiras (aqui tem algumas) que ajudam bastante no tratamento dos fios. Só não podemos deixar de hidrata-los, pois esse é um cuidado fundamental.

Outra vantagem que tenho fazendo o básico em casa, é que com a economia que faço posso comprar meus kits preferidos para manutenção do meu cabelo.

=> Absolut Repair da L'Oréal ou Keracare da Avlon na minha opinião são linhas perfeitas para hidratar e restaurar qualquer cabelo. Amo!!! 
Não são linhas baratas, (ainda mais aqui no Brasil) mas o custo benefício vale a pena. Sabe aqueles produtos ou serviços que pagamos caro, mas no final economizamos? É bem por aí.

Além do mais, chego a ficar mais de seis meses com um kit da L'Óreal ou da Avlon (shampoo, condicionador e hidratação).

Eu uso um pré shampoo para tirar a sujeira grossa do cabelo (sabão de coco em barra também ajuda) e a hidratação é tão boa, que só um pouquinho é suficiente para deixar os fios maleáveis.

Também intercalo com outras linhas mais em conta. Uma que comprei para intercalar e gostei muito do resultado é a ProSeries da Wella. O cabelo fica macio, brilhante e bem hidratado. Muito boa!


Também faço hidratações caseiras e uso uma tampinha de Bepantol para potencializar os cremes mais em conta. Imagino que você já deva ter ouvido falar dos benefícios do Bepantol para o cabelo não é amiga? Ainda não?!

Pois fique sabendo que esse produto é  MARAVILHOSO!!! Muitas mulheres usam e só tem coisas boas a falar desse líquido valioso, pois além de deixar o cabelo hidratado, ajuda na reparação gradativa de danos causados por tratamentos químicos e fortalece a raiz e todo fio. Bepantol é um excelente aliado na recuperação do cabelo!

Portanto se você pinta, descolore, alisa, faz progressiva...e não usa ou não conhece o Bepantol, sugiro que você vá a farmácia mais próxima da sua casa, compre um frasquinho (custa cerca de R$18,00) e misture uma tampinha e um pouco de hidratação (pode ser a baratinha mesmo) e aplique no seu cabelo (lavado). Deixe agir uns 10 min, enxague e escove seu cabelo ou penteie como de costume. Faça isso pelo menos por três semanas e depois me conte o resultado.

Bom, por enquanto é só e vou ter de encerrar por aqui (pra variar o post ficou longo rsrssr). Mas no próximo post falarei mais sobre o Bepantol (eu uso e amo) e também darei a receitinha de uma máscara caseira feita com iogurte natural, mel e Bepantol que uso pelo menos uma vez ao mês no meu cabelo para deixa-los brilhantes e nutridos e concluirei a série de posts sobre Dilemas cabelísticos. Quer dizer, vou tentar, pois sempre que reviso o texto para publicar, lembro de alguma experiencia e acabo acrescentando à série. Lembra do que disse no primeiro post? Haja assunto kkkkk. Só espero que esteja ajudando alguém...


Forte abraço!


Leia também

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.