18º Dia do Jejum de Daniel

17 de Abril...ah, que dia! Está se aproximando o grande dia e assim como a noiva se prepara para as suas núpcias, assim nós estamos. Concentrados, desejando que chegue logo o dia 17 de Abril para que possamos nos derramar ainda mais na presença de Deus, louvá-Lo, glorifica-Lo e oferecermos a Ele nossas ofertas de manjares. Bispos, pastores, esposas de pastores, membros, jovens, crianças…não importa, todos estamos no mesmo propósito, vivendo essa fé do Jejum de Daniel, pois precisamos do Espírito de Deus em nossas vidas e sem Ele não somos nada.

É o Espírito Santo que nos fortalece, nos consola, nos inspira, nos dá sabedoria, Ele é o Selo de Deus em nossas vidas, a garantia da mudança do nosso interior, a cura da depressão, a libertação de todo trauma, complexos e mágoas… se as pessoas soubessem da importância do Espírito Santo, se soubessem do seu valor, não perderiam tempo em busca de coisas vãs, emoções passageiras, não dependeriam de nada e nem de ninguém que pudesse preencher o vazio da sua alma, não se sacrificariam tanto para ter algo material, riquezas, bens, coisas que podem ser destruídas num piscar de olhos, mas passariam a buscar o Maior Tesouro, a pérola de grande valor, que é o Espírito de Deus.
Meditação para o 18º Dia:
Pois, todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Romanos 8.14
Entendimento:
Em outras palavras: filhos de Deus são apenas os guiados pelo Seu Espírito. Quem não é guiado pelo Espírito de Deus não é Seu filho.
Essa palavra não deixa nenhuma margem para discussão. Mas, os filhos do mundo insistem em dizer que todos são filhos de Deus.
A foto mostra uma família, cujos filhos mantêm as características dos pais.
Por serem guiados pelo Espírito de Deus, os filhos de Deus têm características próprias dELe. São: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Gálatas 5.22

Fonte: Blog do Bispo Macêdo
Postar um comentário