Você se preocupa com a opinião alheia?


Todos os dias nós convivemos com diversos tipos de pessoas e quem dera fosse só com as amigas, verdadeiras e *sinceras, não é mesmo?
*Quando digo sinceras, não estou me referindo àquelas pessoas mal educadas que acham que devem falar o que dá na telha, sem medir suas palavras e nem se importar com os outros, ok? Há uma diferença muito grande entre ser sincera e mal educada...
O fato é que também convivemos diariamente com pessoas que não são tão legais. Pessoas falsas, oportunistas, invejosas, maldosas...

Há também aquelas que se julgam perfeitas, que parecem carregar uma lupa no bolso, só para observar os mínimos detalhes da vida alheia e que basta alguém pisar fora da linha, que elas estão ali, prontas para apontar o dedo, criticar e condenar.

Infelizmente existem pessoas assim e normalmente elas fazem questão de emitir suas opiniões, seja de forma explícita ou velada, a respeito de outras pessoas com quem elas convivem ou não - seja no mundo real como também no virtual.

Essas opiniões, que na maioria das vezes é transmitida de uma forma negativa ou agressiva por essas pessoas, são capazes de causar desconforto, revolta ou entristecer até quem não tem nada a ver com a situação. Basta darmos uma olhada nos comentários postados em alguns sites e redes sociais e veremos isso. É cada coisa que a gente lê...

É claro que saber a opinião das pessoas ao nosso respeito é importante e criticas, desde que sejam construtivas, são bem vindas, pois nos ajudam a crescer, a melhorar e a deixar até mesmo de cometer certos erros, não é verdade? Mas sabemos que nem sempre elas serão construtivas, principalmente se vierem de pessoas como as citadas acima. 

Muitas pessoas acabam se deixando afetar por certas palavras e com isso se retraem e deixam de ser ou de fazer algo, por que foram duramente criticadas.


Há também aquelas que vivem constantemente preocupadas com o que os amigos, familiares, colegas, ou até mesmo estranhos possam pensar ou falar a seu respeito, ao ponto de se intimidarem, não manifestarem o que pensam e não fazerem nada ou quase nada, nem mesmo para ajudar alguém, com medo de se "expor" e se tornar alvo de criticas. 

São pessoas que passaram a viver em função da opinião alheia e com isso estão sufocadas, impedidas de mostrar o brilho que há nelas e assim iluminar outras pessoas à sua volta.

Sinceramente, se formos viver em função do que uma pessoa pensa ou fala ao nosso respeito ou se martirizar por cada critica recebida, deixaremos de viver e até de fazer a vontade de Deus só para agradar aos outros, e mesmo assim continuaremos sendo bombardeados, pois como bem sabemos, é impossível agradar a todos. Sempre haverá alguém para atirar pedras! Até com Jesus foi assim...

Agora imagina se ele fosse dá ouvidos a cada critica que recebeu quando esteve aqui na Terra? Ou se vivesse preocupado com o que outros estavam pensando ao seu respeito?

Jesus simplesmente não cumpriria a sua missão!

Um detalhe, nós não sabemos o que se passa na mente de ninguém, apenas deduzimos ou supomos. Jesus sabia o pensamento de cada um a sua volta: dos religiosos, dos invejosos, dos traidores, dos maldosos, dos hipócritas, dos falsos... mas não deixou de fazer a vontade de Deus e nem de realizar a Sua Obra por causa de nenhum deles!


E ninguém precisava falar com ele sobre qualquer pessoa, pois ele sabia o que cada pessoa pensava. João 2:25- NTLH

Podemos fazer tudo certinho e sermos pessoas maravilhosas, mesmo assim haverá alguém para jogar pedras em nós. Se vacilarmos então...

Mas o que não podemos é deixar que as críticas e opiniões alheias nos sufoquem e nos impeçam de mostrar o brilho de Deus que há em cada um de nós e nem de fazermos a sua vontade.

Não esqueça: tem muita gente que precisa ser iluminada e nós também temos uma missão...
1 comentário