Festa no céu

bprenatoNo dia 12/12/10, houve uma grande festa no céu. É que o nosso filho na fé e amigo lucrou. Lucrou porque deixou a porcaria desse mundo; lucrou porque saiu da morte para a vida; lucrou porque perseverou e alcançou a coroa da vida; lucrou porque não corre mais nenhum risco de ter seu nome riscado do Livro da Vida; lucrou porque foi fiel até ao fim.
A morte não tem poder sobre aqueles que nascem do Espírito Santo. 
A vontade de Deus foi feita. A nossa, não. Graças a Deus por isso! 
Aos da fé, resta o consolo:
Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens. I Coríntios 15.19 
Para você, Renato, digo apenas isso: O que nossos olhos não viram, nem nossos ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em nosso coração o que Deus tem preparado para os fiéis até o fim, agora, você pode ver, ouvir e participar por toda a eternidade. I Coríntios 2.9 
Bispo Edir Macêdo
O que fica para nós é a saudade e o exemplo de um grande homem de Deus, que combateu o bom combate e permaneceu na fé. Não conheci o bispo Renato Maduro pessoalmente, mas tive a oportunidade de assistir duas reuniões muito abençoadas feitas por ele, lá no Rio de Janeiro e de lê o seu livro “A dose mais forte”, mas no blog do bispo Macêdo pude lê o depoimento de muitas pessoas, obreiros, membros, pastores que conheceram o bispo Renato pessoalmente ou que tiveram a alegria de trabalhar com ele; pessoas que através dele e do seu testemunho chegaram até Jesus; depoimentos que servem para confirmar o quanto ele é querido e um exemplo de fé, de superação, de marido, de amigo, de pai para muitos.

Que Deus abençoe e console sua família, especialmente sua esposa, D.. Tânia, nesse momento que é tão doloroso, mas que para nós cristãos, (os que permanecem na fé e na santidade) também é muito especial, pois o “viver é Cristo e morrer é lucro” como citou o bispo Macêdo e como está escrito na Palavra de Deus (Filipenses 1:21).

Peço a Deus para também permanecer firme na fé, até ao fim, haja o que houver, aconteça o que acontecer na minha vida e que nada, nem “tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada…nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes,nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura me separe do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.
Forte abraço
Postar um comentário